axonline 48   axonline 46   axonline 49

CACHAÇA
FATOS HISTÓRICOS

Comerciantes árabes trouxeram a cana-de-açúcar da China / Índia pela Rota da Seda para a Palestina, para as cidades do Mediterrâneo e para Veneza. Esta cidade tornou-se a maior distribuidora de açúcar da nobreza europeia nos séculos XIII e XIV.

A cana-de-açúcar foi contrabandeada para a ilha da Sicília, na Itália, para as ilhas portuguesas Madeira e Açores e para as ilhas Canárias, Espanha.

Com a vinda de Colombo para América (1492 – 1516) a cana de açúcar foi plantada inicialmente na Ilha Hispaniola (Santo. Domingo) onde ela não vingou e posteriormente plantada no Haiti e demais Ilhas caribenhas.

A sobra da fabricação do açúcar, o melaço, passou a ser fermentada e destilada, produzindo aguardente de cana de açúcar, hoje cachaça,

A produção de aguardente de cana / cachaça aconteceu por razões econômicas, porque a produção de melaço e de aguardente não era controlada por Lisboa, que controlava toda a produção de riquezas do Brasil Colônia, inclusive o açúcar que tinha alto valor.

O mercado clandestino da cachaça / aguardente era nos grandes veleiros do Atlântico e rumo ao Pacifico pelo estreito de Magalhaes ou Cabo e Hornos.

A aguardente de cana de açúcar passou a funcionar como anticéptico, remédio, contribuía no consumo do limão para evitar o escorbuto (queda dos dentes) e o Almirante Inglês Edward Vernon, apelidado de Old Grog, inventou diluir a aguardente de cana com agua quente, açúcar e especiarias, daí a denominação da bebida que até hoje é servida no balcão do Armazem Vieira.

A aguardente de cana produzida no Brasil Colônia era conhecida como aguardente da terra, a feita em Portugal, como aguardente do Reino e era feita do bagaço da uva, também conhecida como bagaceira.

Os holandeses, que aqui plantaram cana-de-açúcar e competiram com os portugueses, foram expulsos do Brasil em 1640 e começaram a plantar cana-de-açúcar no Caribe.

Os holandeses passaram a tecnologia da cana-de-açúcar aos franceses no Haiti, ingleses na Jamaica e espanhóis em Cuba, onde nossa cachaça passou a ser chamada de ron pelos cubanos, rum pelos ingleses, aguardiente de caña pelos espanhóis e rum pelos franceses.

Hoje, no Brasil, se faz cachaça (aguardente de cana) diretamente do caldo de cana de açúcar resultando um produto de maior qualidade. Existem dois processos, industrial em grandes colunas e artesanal, em alambiques; neste último, se consegue maior controle na destilação e pode resultar um produto de grande qualidade. 

A planta da cana de açúcar teve grande evolução genética, para otimizar a produção de açúcar e de cachaça, não existindo mais a cana de açúcar que veio da Ilha da Madeira em 1532.